Oradores XII Edição – Gonçalo M. Leitão - Filho da Pub

Foi "entertainer” da noite. Estávamos em 1991 quando montou com um amigo um negócio de aluguer de karaoke e com ele percorreu o país durante 5 anos a animar bares, festas, jantares, casamentos e baptizados.
Foi “suporte publicitário”. Andou um mês pelos semáforos de Lisboa vestido de homem sandwich com publicidade à “Conforama”.
Foi estafeta. Vulgo paquete, vulgo moço de recados, vulgo pau para toda a obra de uma empresa de impor/expor.
Foi porteiro. Não só esteve um ano à porta das lojas da Cenoura a controlar os sacos das compras (não fosse alguém roubar), como desempenhou a mesma função no Estoril Open.
Foi motorista. Ou “courtesy driver” como o chamavam no Open de Golf de Portugal.
E foi quase advogado. Em 1995, deixa o curso de Direito na Universidade Lusíada (chegou a iniciar o 5º ano) e entra, como copywriter, no departamento de autopromoção da SIC. Foi amor à primeira autopromoção. E o maior elogio veio do seu ídolo Herman José: "Gonçalo, és muito bom". Disse-lhe quando viu a autopromoção que anunciava a ida do "verdadeiro artista" à Noite da Má-língua.
Pouco tempo depois, pelo que fez para promover programas como a “Má-língua” e os “Donos da Bola”, recebe um convite tentador da agência de publicidade TBWA. Aceitou e acumulou. De dia era copy na agência e à noite era copy na SIC.
Mas “quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga”, e passados dois anos decidiu dedicar-se em exclusivo à publicidade.
E por lá andou 15 anos. Foi director criativo da BBDO, chegou a ter a sua própria agência e ganhou todos os prémios que havia para ganhar.
Em Junho de 2004, faz um intervalo na publicidade para se dedicar em exclusivo ao Euro 2004 como espectador. Assistiu ao vivo a mais de 20 jogos. Estava eufórico com os feitos de Portugal. Mas a 4 de Julho dá-se a tragédia grega e o Euro 2004 transforma-se em Neuro 2004.
Em Janeiro de 2011 larga a publicidade para ir atrás do seu primeiro amor: a televisão.
Entre Maio e Julho do mesmo ano tira o curso de Apresentadores de Tv, Rádio e Eventos na ETIC onde teve como professores Teresa Guilherme, Francisco Penim, Pedro Boucherie Mendes e Clara de Sousa.
Em Janeiro de 2012, o seu amor é correspondido. Estreia na SIC Radical o "Filho da Pub", um programa de sua autoria e onde faz o que verdadeiramente gosta: apresentador.

SHARE ON:

0 comentários:

Enviar um comentário